Os looks do BAFTA 2014

Enquanto o Oscar não chega, vamos dando uma olhada nas festas de premiações que o antecedem. O BAFTA tem muito prestígio e é considerado o “Oscar britânico”.

Angelina Jolie e Brad Pitt resolveram combinar os looks e enquanto Brad usou seu smoking Valentino de forma tradicional, Angelina deu um toque de descontração e irreverência usando seu Saint Laurent com o paletó aberto e gravata desamarrada, lembrava a cena final de “Sr. e Sra. Smith”. Pode até não ter sido o look mais bonito da noite, mas certamente Angelina foi a mais comentada, até porque é muito bom quando vemos algo inusitado nos tapetes vermelhos. Arrasaram!!

Gostei do vestido Alexander McQueen de Cate Blanchet, e o que me desagradou foi o colar, que apesar de ser uma joia Chopard parece aquelas bijouxs bem exageradas e cafonas usadas pelos cantores de rap americanos. Estragou o look.

Geogina Chapman foi prestigiar o marido, o diretor Harvey Weinstein e aproveitou para usar um vestido de sua própria grife Marchesa. Chiquérrima.

“I’m sexy and i know it”, deve ter sido o que passou pela cabeça de Léa Seydoux, e o melhor é que ela tem razão! A atriz francesa  foi ganhando espaço depois de pequenas participações em filmes como “Bastardos Inglórios”, “Meia Noite em Paris”, “Robin Hood” até estourar em “La Vie d’Adéle”, que no Brasil se chama “Azul é a Cor Mais Quente”. Foi uma das mais comentadas da noite e gostei muito do cabelo em estilo retrô e da make esfumada de azul escuro.

Lea seydoux

O vestido de Lea é Miu Miu e achei a parte superior perfeita, mas tem alguma coisa nesta saia que me impede de declarar amor eterno por ele… Mesmo assim, foi a mais linda da noite.

Lupita Nyong’o usou um Dior Couture tomara que caia, com saia volumosa e cinto de metal. Como este tom de verde ficou lindo nela!! O que mais amei foram os braceletes iguais.

Helen Mirren foi a grande estrela da noite e recebeu das mãos do príncipe Willian um prêmio especial por sua relevância para o cinema britânico. A atriz estava linda em um vestido de tule e renda de Jacques Azagury. Teve quem dissesse que este vestido é “esvoaçante demais” para uma mulher de 68 anos, mas eu acho que ele combina sim, para uma mulher como ela. Helen tem porte, elegância, usou acessórios perfeitos, cabelo e make condizentes com o evento.

Em alusão ao filme “A Rainha”, onde Helen interpreta a Rainha Elizabeth II, o príncipe Willian até brincou dizendo que deveria chamar Helen de “avó”.

Lily Allen é queridinha dos ingleses e depois de um tempo sumida e um desentendimento público com a repórter Katie Hopkins que a chamou de “acima do peso” e “hedionda”, Lily resolveu voltar atrás em declarações dadas sobre a importância de ter personalidade, de não dar tanto valor a aparência e a magreza. Lily havia dito que odiava esta ditadura, que achava ridícula quem se preocupava muito com o peso e chegou a citar Kate Moss como o ícone de um padrão de beleza que ela não aprovava. Recentemente, ela disse que resolveu valorizar este aspecto, que as pessoas julgam pela aparência e que ela queria se sentir bonita e tal e tal… Ok, direito dela querer se sentir bonita, mas apesar de concordar com a máxima que diz que “pessoas inteligentes mudam de opinião”, acho feio quando a pessoa sai criticando ferozmente aos quatro ventos uma determinada coisa ou conceito e depois vem meio sem jeito, procurando desculpazinhas para aderir as ideias que criticou.

Lily escolheu um Vivienne Westwood que unia o pink ao laranja. Adoro estas saias volumosas com drapeados e “amassados” típicos das criações da grife e gostei muito do vestido e da make, mas pelamor, o que foi isso que colocaram na cabeça de Lily???

O que era isso? Um cocar? Francamente!! Sou super fã dos fascinator, acho charmosíssimos mas, este arranjo com penas em forma de leque não favoreceu a cantora de jeito nenhum! Lily estava muito bonita, mas este é um exemplo clássico de como um acessório errado pode enfeiar uma produção.

Beijos, beijos

@crisknuttz

Gostou deste post? Veja estes outros!

Comentários via Facebook:

Deixe uma resposta