Repasse de presentes: Regras básicas de sobrevivência

Presentes

O tema “repasse de presentes” pode ser um pouco “espinhoso” já que ninguém gosta de admitir que o faz, mas a verdade é que esta é uma prática recorrente, que sempre existiu e que agora se torna cada vez mais reconhecida e aceitável.

Muitas vezes ganhamos algo bonito, de uma loja bacana mas que não combina com nosso estilo ou que já possuímos algo muito parecido. Já aconteceu de eu ganhar algo e pensar como aquilo combinava com uma outra pessoa conhecida muito mais do que comigo. Uma pesquisa realizada pela American Express com consumidores americanos, revelou que 58% considera que não há problema em representear algo de vez em quando e que em se tratando de presentes trocados no final do ano, 79% dos entrevistados aprovam o repasse. Ou seja, muita gente não admite, mas pratica o repasse.

Vamos partir do princípio master de que só se pode repassar o que está em perfeito estado, é novo e de qualidade.

Repassar um presente dignamente requer mais cuidados e atenção do que ir a uma loja comprar algo novo para a pessoa presenteada e se engana redondamente quem acha o contrário. Formulei algumas dicas básicas para que você possa repassar um presente sem passar vergonha e sem perder a amiga.

Dica Nº1: Mande reembalar. É aquela velha história de que a aparência conta muito, e quando falamos de presentes, uma grande parte do encanto de ganhar algo legal está na embalagem bem cuidada ou criativa. A própria loja de onde o presente se originou pode reembalar, ou você pode levar a uma loja especializada em embalagens. Em papelarias e até nas Lojas Americanas é possível encontra embalagens fofitas. Esqueça a ideia de tentar abrir as embalagens com cuidado para depois reutilizá-las, todo mundo percebe a diferença entre uma embalagem nova e bem cuidada para outra aproveitada.

Dica Nº2: Cuidado com a validade ou prazo de troca. No universo feminino os produtos de beleza e perfumaria são campeões, a maioria das mulheres adora receber. Justamente por este motivo é provável que você ganhe estes produtos de forma repetida, ou de uma fragrância que não lhe agrada, mas que pode ser a preferida de outra pessoa. Se você for repassar, observe a validade e se o produto está lacrado. Certa vez ganhei de presente um hidratante de uma marca bem legal, estava lacrado e bem embalado, perfeito, mas quando observei com atenção, vi que já estava vencido há mais de um ano. Nem sei dizer se se tratava de um repasse, e mesmo que fosse, eu ficaria feliz em usar o presente, mas produto vencido está fora de cogitação. Gosto de trazer de viagens perfumes e kits de beleza de marcas consagradas e ir presenteando as amigas, mas sempre observo a validade.

Uma amiga ganhou um presente muito bonito de uma loja super conhecida, mas a peça era dois números maior que o tamanho dela e ela foi até a loja apenas para efetuar uma troca de tamanho. Chegando lá a vendedora observou que a peça havia sido comprada quase dois anos antes, não havia como troca-lá, já que a mercadoria era antiga e não estava mais em estoque. É o tipo de coisa chata; ela tinha gostado bastante do presente, mesmo que fosse um repasse, mas a pessoa que a presenteou guardou por tempo demais!!

Algumas lojas não permitem troca, outras permitem por um curtíssimo espaço de tempo e somente acompanhadas da nota fiscal. Particularmente prefiro comprar presentes em lojas que permitem a troca, e acho que as notas fiscais só devem acompanhar os presentes eletrônicos, para que em caso de algum problema, a pessoa presenteada possa usufruir da garantia ou mesmo da troca do produto.

Dica Nº3: Anote quem lhe presenteou. Uma das coisas mais constrangedoras que podem ocorrer é você repassar o presente  para alguém que conheça quem lhe presenteou. Se for preciso anote em um post it e cole no presente, antes de guardá-lo, o nome de quem a presenteou, a data e quem viu você abrir a embalagem, para que no caso de repasse, ele ocorra para uma pessoa de outro grupo que não tenha contato com quem lhe presenteou originalmente.

Minha mãe presenteou uma amiga, na ocasião do aniversário, com um perfume importado. No ano seguinte, na festa de aniversário da minha mãe, esta amiga repassou o dito do perfume de volta. Dá para acreditar?! O melhor foi que minha mãe gostou, kkkkkkkk!! Como se tratava de um perfume que ela adorava, ficou feliz por recebe-lo de volta, mas não tome esta história como exemplo, a maioria das pessoas ficariam bastante aborrecidas, achariam um grande descaso e falta de atenção.

Dica Nº4: Se atente a qualquer tipo de identificação. Antes de mandar reembalar observe com atenção se não há um cartão, etiqueta dedicatória, ou algo parecido que possa identificar a pessoa que lhe presenteou. Certa vez ganhei um presente muito bonito, era uma bandeja, estava bem embalado, acompanhava um lindo cartão, tudo como manda o figurino, mas ao tirá-la da embalagem percebi um papel amassado no fundo da caixa. Era um cartão super delicado, direcionado a pessoa que estava me repassando. Achei que era falta de atenção da pessoa que estava me repassando não ter tido o cuidado e mesmo a consideração de guardar aquele cartão tão delicado e carinhoso. Aquilo me chateou e embora fosse um presente muito bom, eu lembraria disto sempre que fosse usá-lo, então resolvi  no mesmo instante oferece-lo a moça que trabalha na casa da minha mãe, que ficou morta de feliz dizendo que a tal bandeja iria ocupar o centro da mesa de jantar da casa dela, ou seja, aquele presente combinou muito mais com ela do que comigo.

Mesmo seguindo todas estas recomendações ainda é possível que algo dê errado, todo cuidado é pouco. Uma amiga ganhou de presente uma rede destas que qualquer pessoa adoraria deitar e relaxar. A pessoa que a presenteou sabia que ela estava terminando de decorar o apartamento recém adquirido que contava com uma espaçosa varanda. Acontece que minha amiga havia comprado em uma tradicional loja de bordados cearense duas redes lindas, feitas sob encomenda para combinar com a decoração. Alguns dias depois surgiu uma ocasião e ela resolveu repassar a rede que havia ganho, mandou reembalar, fez um novo cartão,…tudo como é correto. Poucos dias depois ela recebeu uma ligação da pessoa para quem ela repassou a rede, dizendo que tinha adorado o presente mas que minha amiga havia cometido um engano, que tinha dado de presente a rede errada. Minha amiga não entendeu muito bem, a pessoa explicou melhor: Na rede havia o nome da minha amiga bordado!!! Minha amiga se saiu dizendo que havia mandado bordar uma rede para ela e outra para dar de presente, que havia se confundido na hora de mandar embalar e teve que encomendar às pressas uma rede com o nome da pessoa. Como minha amiga iria saber que havia o nome dela bordado na rede?

Foi uma fatalidade que serve para ilustrar meu argumento inicial de que repassar um presente, por melhor que ele seja, pode ser mais complicado do que simplesmente ir a loja mais próxima. Tome todos estes cuidados citados e antes de tudo tenha certeza de que o presente combina com a pessoa para quem pretende repassar e desta forma tanto você como a presenteada ficarão felizes.

Beijos.

@crisknuttz

Comentários via Facebook:

Deixe uma resposta