Os biquinis que fizeram história no cinema

Esta semana estava pensando em comprar um biquíni, fui dar uma olhada nas tendências de moda praia e pelo que vi o modelo hot pants continua super em alta, então pensei que na moda feminina, as referências do passado estão sempre presentes nas tendências mais atuais. Se você pensar um pouquinho verá como tudo que está em alta no momento lembra algo que já foi super in em tempos atras.

Resolvi fazer um post sobre a evolução da moda praia, algumas roupas de banho que fizeram história no cinema, que marcaram época e algumas que se  tornaram mais famosas do que o próprio filme onde aparecem.

Na foto ao alto Brigitte Bardot em uma cena do filme “The Girl in the Bikini“,  de 1952. Com apenas 18 anos, foi um dos primeiros trabalhos de Bardot, que veio a estourar quatro anos depois com ” E Deus criou a Mulher” quando já estava casada com o diretor Roger Vadim, que soube como ninguém explorar o sex appeal de Bardot.

O maiô super comportado que Deborah Kerr usa em “A um Passo da Eternidade” de 1953, nem é tão bonito assim, mas a cena do beijo entre ela e Burt Lancaster   nas areias da praia ficou na memória até de quem nunca viu o filme.

Cena de “From Here to Eternity”

A história era meio sombria, e Elizabeth Taylor só aparecia com o famoso maiô branco em uma curta cena de “De repente no Último Verão” em 1959, mas os produtores sabiam que a imagem era forte e usaram esta cena para ilustrar cartazes do filme em vários lugares do mundo.

Liz Taylor em “Suddenly, Last Summer”

Para quem é fã do agente britânico, a cena do primeiro filme de James Bond lançado em 1962, “007 contra o Satânico Dr.No”  é histórica. Ursula Andress figurou durante muito tempo como um dos maiores símbolos sexuais do cinema.

Ursula Andress

A pose de Raquel Welch em “Mil Séculos antes de Cristo” de 1966 é bem mais famosa que o filme. Quem assistiu ao excelente  “Sonho de Liberdade“, com Tim Robbins e Morgan Freeman deve lembrar que a personagem Andy usa um cartaz de Rita Haywort para decorar a cela quando começa a planejar sua fuga, e tempos depois o substitui por este cartaz de Raquel Welch. Um detalhe que serve para ilustrar o passar dos anos e as mudanças nos padrões de beleza.

Raquel Welch

Para promover o filme “As Panteras” de 1976 o estúdio marcou uma seção fotográfica na casa da atriz levando vários biquínis, mas Farrah Fawcett não se sentiu a vontade com nenhum deles e pegou em seu próprio armário o famoso maiô vermelho. Os produtores odiaram, mas Farrah detinha a palavra final e fincou o pé na utilização desta foto na promoção do filme. O tempo mostrou que ela estava certa, o cartaz vendeu 12 milhões de cópias e esta a venda até hoje.

Farrah Fawcett

Só uma criatura linda, com um corpo perfeito como Bo Derek para ficar bem em um maiô feiinho de doer como este nude que a atriz usou em “Mulher nota 10” de 1979. Não é por nada não, mas este cabelo é muito estranho…

Bo Derek

E o que dizer sobre o hibrido entre biquíni e fantasia de odalisca que Carrie Fisher usou em Star Wars, Episódio VI “O retorno do Jedi” de 1983? Virou um clássico, um ícone, povoa até hoje o imaginário de uma geração. Já vi tantas referências a este traje em outros filmes e seriados que não dá nem pra falar!

Leia Bikini

Em eventos como o “Comic-Con” onde muitos fãs de cinema vão caracterizados como suas personagens favoritas, a Princesa Léia de Carrie é um sucesso absoluto e há até competições para eleger a melhor.

Carrie Fisher

No filme o traje aparece quando Léia é capturada por Jabba, e se você procurar irá encontrar a venda desde aventais de cozinha que projetam a imagem da princesa até fantasias de todos os tipos, das mais simples até as mais sofisticadas e completas. Material que deixaria qualquer namorado ou marido nerd morto de feliz.

Não se trata de um filme e sim de um seriado, mas não posso deixar de citar o maiô vermelho super cavado que Pamela Anderson usava em Baywatch, de 1992 a 1997. Eu não assistia  mas ouvia todo mundo comentar sobre os corpos, os trajes de banho e as cenas em que o elenco corria  na praia. Li que Pamela não estava na escalação oficial do seriado, constando como uma das atrizes reservas, mas a ausência de uma das atrizes escaladas abriu as portas para a sorte de Pam que ganhou fama internacional com o papel da salva vidas C.J Parker.

Pamela Anderson

O filme é péssimo, uma completa perda de tempo, mas vamos dizer a verdade, em  “Um Drinque no Inferno” de 1996, Salma Hayek Pinault está fantástica com um biquíni vinho, um arranjo de penas na cabeça, dançando sensualmente e ainda segurando uma cobra! Kkkkkkkkk ! O melhor é que na cena seguinte ela se transforma em vampira e mata quase todo mundo! Hilário!!!

Salma Hayek Pinault

Em “007 Um Novo Dia Para Morrer” de 2002, Halle Barry reproduziu a cena que deixou Ursula Andress famosa. Em questão de beleza eu prefiro Halle.

Um elenco bonito em um lugar lindo. Claro que só isto não seria suficiente para promover “Mergulho Radical” de 2005, então os produtores fizeram cartazes do filme colocando o elenco em trajes de banho, com Jessica Alba ao lado de Paul Walker em primeiro plano. O biquíni “descombinado” que Jessica usou firmou uma tendência que permanece até hoje.

A cena de “As Panteras” de 2003 quando Cameron Diaz e Demi Moore se encontram na praia é de matar qualquer mulher de inveja! Francamente dá vontade de se mudar para a academia e só voltar de lá quando puder correr com uma prancha de surf debaixo do braço (bem torneado) com os músculos firmes como rocha e com um sorrisinho de quem “está podendo” na cara. Nada fácil.

Lembra de  Angelina Jolie em “Tomb Raider The Cradle of Life” de 2003? Pode quem quiser dizer que ela é magra demais, que só tem pele e osso, mas quero ver alguém dizer que ela não é o retrato da sensualidade. E para completar, o tal do biquíni preto é de uma modelagem atemporal, nem pequeno, nem grande demais e do tipo que favorece vários biotipos femininos, um clássico!

Muita gente diz que a moda feminina é cíclica e pode até não ser completamente verdade, já que acho muito difícil que aqueles maiôs super comportados que mais parecem um vestido voltem a moda, mas as hot pants estão aí para mostrar que as peças podem sofrer uma remodelagem e voltar ao sucesso.

Para quem se interessa pelo mundo fashion, o cinema é muitas vezes um prato cheio de delicias e observar a evolução da moda através dele é sempre encantador.

Beijos.

@criknuttz

Gostou deste post? Veja estes outros!

Comentários via Facebook:

Deixe uma resposta